Artigos

5.3 Despesas sempre podem ser menores

Sempre trago na memória a triste lembrança do fechamento de uma fábrica que fui visitar, nos Estados Unidos. O pobre engenheiro responsável não entendia o porquê de tal decisão de se fechar a fábrica, até porque, segundo suas palavras, ela servia para diluir os custos fixos do complexo industrial onde tal fábrica se encontrava. Meu interesse nessa visita, umas duas semanas antes do fechamento, era mais no sentido de verificar a possibilidade de trazermos para o Brasil a tecnologia usada nessa fábrica e alguns equipamentos ainda em excelente estado de conservação. Apesar de meus objetivos estarem bem claros, não pude me conter ante tanto descontentamento de tal engenheiro e até para satisfazer minha curiosidade e para mostrar interesse, comecei a analisar porque a fábrica seria fechada.

Falta de competitividade de custos? Falta de clientes? Algum concorrente tinha resolvido se instalar ao lado de tal fábrica?  Importações mais competitivas vindas da China? Preços deteriorados? Logística de abastecimento de matérias primas muito cara? Logística de abastecimento de clientes inadequada? Fábrica com tecnologia ultrapassada? O que realmente justificava o fechamento dessa fábrica?

Alguém como eu que já trabalhou por muito tempo em fábricas, não se conforma em ver o fechamento de uma planta industrial. Minha primeira reação foi tentar entender o porquê e assim comecei a indagar o engenheiro que se mostrava surpreso de que o único que o havia visitado nesses últimos tempos fosse um brasileiro e que esse se mostrava tão inconformado quanto ele diante de tal acontecimento.

Pasmem vocês meus queridos leitores que ao ver a comparação de custos dessa fábrica com a maior fábrica do maior concorrente do mundo, pudemos ver num estudo muito bem feito de análise de custos que me mostrou tal engenheiro. Tal fábrica ficava no máximo a 3 % superior em custos. Tinha os grandes clientes num raio de 30 km mais ou menos, recebia matéria prima por trem que chegava diretamente no estoque da fábrica, possuía um contrato de aprovisionamento de matéria prima que lhe garantia o melhor custo do mercado. O que aconteceu então, perguntei-lhe? Não consigo entender nada. Pudera eu ter, no Brasil os níveis de custos que você tem aqui!

Veja as despesas disse-me ele. Observe o nível de despesas que me obrigam a agregar nos custos para formar meu preço de venda. Com esse nível de despesas, do complexo industrial onde nossa fábrica está localizada e com as despesas de headquarters, de pesquisas, de viagens, de centros de tecnologias que desenvolvem produtos e processos que não são necessários a minha fábrica nem a meus clientes. Despesas de marketing que não agregam nenhum valor ao meu produto, que não se necessitam para vender meu produto. Tal nível de despesa quando agregado a meus custos de produção, me tornam pouco competitivo e por isso tomou-se a decisão de se fechar a fábrica.

Quase choramos juntos, mas como todo brasileiro, estamos acostumados com as crises e mais ainda, temos que nos virar. Perguntei-lhe ainda, quantos funcionários administrativos serão demitidos pelo fechamento da sua fábrica? Quem arcará então com as despesas de pesquisas, de marketing, etc., que sua fábrica paga hoje?

Respondeu-me que seriam repassados a outras fábricas e que ninguém do administrativo seria demitido, ou seja, as despesas continuariam as mesmas e tornariam outros produtos, outras fábricas ainda menos competitivas.

Você acha que isso só acontece aqui não é verdade?

Na sua empresa isso não acontece porque você domina todas as despesas e as mantém sob controle?

Saiba que nada está mais longe da verdade!

O que você apropria como despesa? Você tem um plano para cortá-las pela metade? E continuar cortando sem parar? Qual dessas despesas o seu cliente concorda em pagar?

Não sabe responder ou tem alguma dúvida?

É hora de começar a agir!

TODA DESPESA É ALTA E DEVE E PODE SER REDUZIDA!

Bons cortes de despesas!

Schocair

 
Cadastre-se e receba nossos boletins informativos
Nome:
*
Insiro o nome do Contato!
 
*
Insira um e-mail válido!
Email: